A fórmula da sua saúde
GUIA DE SAÚDE

Miguel Ângelo de Marchi

Dermatologista

Atenolol

Atenolol Antihipertensivo e antiarritmico
Nome comum Atenolol
Denominação científica 1-p-carbamoylmethylphenoxy-3-isopropylamino-2-propanol
Aspecto Pó branco ou quase branco
Solubilidade Ligeiramente solúvel em água
DL-50 (Oral) 2000mg/Kg em camundongos
Atividade

Atenolol é um cardiosseletivo beta-bloqueador de longa duração. Essa classe de fármacos tem demonstrado significativa redução das mortes súbitas, dos reinfartos e da mortalidade total quando utilizados em tratamentos de prevenção secundária. Como antihipertensivo, Atenolol não permitem que os hormônios causadores da constrição vascular (norepinefrina e epinefrina) se liguem aos seus sítios de acão. Como antiarritmico, atua reduzindo a velocidade dos estímulos espontâneos e a condução átrio-ventricular do coração. Como antianginoso, Atenolol age reduzindo a demanda do oxigênio no miocárdio. A potência beta-bloqueadora do Atenolol é igual à do Propranolol.

Atenolol é usado no tratamento da hipertensão, isoladamente ou em combinação com outros agentes. Também é aplicado no tratamento da angina pectoris em pacientes com pós-infarto miocárdico. Sua indicação extra-oficial está na abstinência aguda ao álcool, arritmias ventriculares e supraventriculares e como profilático da enxaqueca.

Concentração usual:

Em adultos a dose antihipertensiva é de 25mg/dia, podendo chegar até 100mg/dia. Como antiarritmico, a dose é de 50mg/dia via oral. Pode ser aumentada de 100 a 200mg/dia. Como antianginoso, 50, 100 ou 200mg/dia.

NOTA: Respeitar o fator de diluição especificado no laudo.

Reações adversas Dispnéia, extremidades frias, constipação ou diarréia, tontura, fadiga, dor de cabeça, bradicardia persistente, hipotensão, infarto, dentre outros.
Observações Sua segurança e eficácia em crianças ainda não foram estabelecidas.
Armazenamento Manter em recipiente hermeticamente fechado, protegido da umidade, luz e calor.