A fórmula da sua saúde
GUIA DE SAÚDE

Frank Bucci Pinto

Gastroenterologista

Anlodipina Besilato

Anlodipina Besilato Anti-hipertensivo
Nome comum Anlodipina Besilato
Denominação científica 3-ethyl-5-methyl-2-(2-aminoethoxymethyl)-4-(2-chlorophenyl) -1,4-dihydro-6-methylpyridine-3,5-dicarboxylate
Aspecto Pó branco amorfo
Solubilidade Facilmente solúvel em metanol e clorofórmio; insolúvel em água.
DL-50 (Oral) Não foi encontrada em literatura consultada .
Atividade

Anlodipina é um agente bloqueador dos canais de cálcio com atividade vasodilatadora.

Seu efeito antihipertensivo deve-se à ação relaxante direta sobre a musculatura vascular lisa. Anlodipina também alivia a angina, entretanto seu mecanismo não está completamente elucidado. Provavelmente ela envolva a dilatação das arteríolas periféricas, reduzindo, dessa maneira, a resistência periférica total contra o trabalho cardíaco. Pode envolver a dilatação das artérias principais e coronarianas em regiões normais e isquêmicas. Isto resulta no aumento da liberação de oxigênio no miocárdio em pacientes com espasmo coronariano arterial (angina de Prinzmetal ou angina variante).

A estrutura molecular da Anlodipina a protege contra ação do citocromo P-450, que oxida a maioria das substâncias químicas. Tem início de ação lento, mas possui efeito prolongado.

Concentração usual: Na hipertensão, a dose oral inicial é de 2,5 a 5mg/dia. A dose máxima é de 10mg/dia. Em geral, deve-se aumentar a dose em 2,5mg de 7 a 14 dias. Na angina, a dose usual é de 10mg/dia. Em idosos, a dose deve ser de 2,5 a 5mg/dia.

NOTA: É necessário fazer conversão da Anlodipina Base (PM=408,88) para Anlodipina Besilato (PM=567,1). Respeitar o fator de diluição especificado no laudo.

Reações adversas Dermatite, dor de cabeça, fraqueza, alopécia, palpitação, dor abdominal, cãimbras musculares, edema periférico, bradicardia, dentre outros.
Observação

Não é necessário ajustar a dose quando a Anlodipina for associada a outros anti-hipertensivos.

Formulações extemporâneas preparadas com Anlodipina na forma de suspensão foram avaliadas. Apresentaram estabilidade satisfatória por 91 dias quando refrigeradas e 56 dias quando mantidas à temperatura ambiente. Deve-se manipulá-la preparando uma pasta do pó com metilcelulose (1%), depois adicionar lentamente xarope simples até completar o volume prescrito. É importante colocar no rótulo “Agite antes de usar”.

Armazenamento

Manter distante da luz, calor e umidade.