A fórmula da sua saúde
GUIA DE SAÚDE

Matiko Ikejiri Kawano

Oftalmologista

Lactosporose

Lactosporose
Número de microorganismos 6 bilhões/grama.
Aspecto Pó que varia de branco a levemente acinzentado, de odor característico e leve sabor adocicado.
Propriedades/aplicações A lactobaciloterapia probiótica, introduzida por Metchnikoff, postula que o crescimento de organismos putrefatos e toxinas no trato gastrointestinal pode ser controlada pela introdução de lactobacilos benéficos no intestino. Para que esta terapia seja bem sucedida, as bactérias devem tolerar ácido e bile e produzir células viáveis suficientes no meio intestinal. Com base nesta visão, os lactobacilos das espécies L.bulgaricus (presente no leite fermentado) e L.acidophilus (componente da flora intestinal), tem sido utilizados em vários distúrbios gastrointestinais; no entanto estes microorganismos são pouco estáveis e dão origem ao ácido lático na forma negativa que é nocivo e está contraindicado especialmente para crianças. Para contornar estes problemas, foi desenvolvido o Lactospore , exclusivo concentrado de lactobacilos à base do L.Sporogenes, assim denominado devido à capacidade que apresenta de formar esporos protetores - sistema natural de auto-encapsulação. Estes esporos, que são ativados no meio ácido do estômago, permitem que as bactérias atinjam intactas o intestino, onde podem germinar e proliferar, dando origem ao benéfico L(+) ácido lático, o qual eficientemente previne o crescimento de patógenos. Além disso, o L.Sporogenes ainda apresenta fácil reprodução /"in vivo"/ e /"in vitro"/, alta taxa de sobrevivência no processamento biotecnológico, i.e., coleta, secagem, acondicionamento, boa sobrevivência à temperatura ambiente e ausência de reprodução cruzada com microorganismos patogênicos, vantagens estas que não são observadas em outras espécies de lactobacilos. Por este motivo, o Lactospore é o único probiótico aprovado e regulamentado pelo Ministério da Saúde do Japão para o uso em várias condições patológicas. O Lactospore restaura o balanço da microflora intestinal, diminui a intolerância à lactose, aumenta a imunidade e ainda incrementa a produção das vitaminas do complexo B, a digestibilidade dos alimentos e a biodisponibilidade de nutrientes. As principais indicações do Lactospore são diarréia, constipação, catarro intestinal agudo e crônico, fermentação intestinal alterada, dispepsia, hipercolesterolemia, coma e pré-coma hepático, como adjuvante na antibioticoterapia, intolerância à lactose e infecções vaginais.
Dosagem usual

Bebês e crianças pequenas: 50 milhões de esporos 3 X dia;
Crianças: 50-100 milhões de esporos 3 X dia;
Adultos: 100-200 milhões de esporos 3 X dia por via oral.
Uso vaginal: 200 milhões de esporos em 1 litro de água para lavagens intravaginais 4 X dia.

O tratamento deve ser mantido por 5 a 7 dias nos casos mais leves e de 7 a 14 dias nas condições severas.

Armazenamento

Conservar em ambiente fresco, ao abrigo da luz e da umidade (não necessita de refrigeração).